• Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

  

  Como fazer uma degustação de cervejas

A convivência e as experiências no mundo cervejeiro proporcionam diversas satisfações. Apreciar uma boa bebida é um sentimento recompensador. Porém, tem que saber apreciar. Por isso, são necessários alguns rituais para a degustação de uma cerveja, os quais vamos repassar nesse texto dando todas as dicas para tornar esse momento especial.

O ato de degustar uma cerveja pode ser tanto individual como coletivo, vai da oportunidade e da característica de cada um. Mas, pela sua qualidade de lubrificante social, recomendamos que a cerveja seja apreciada por mais de uma pessoa em um ambiente alegre e festivo, redundando em uma melhor experiência. 

Para ajudar na sua experiência de degustação utilize as Fichas de Degustação da Beer & Bier.

Regras básicas

Para apreciar bem a bebida é necessário estar em um ambiente limpo e bem climatizado, para não influir na qualidade do líquido. Aqueles que forem participar da degustação não devem ter bebido nas 12 horas anteriores à degustação. 

Quanto aos copos, recomenda-se que sejam de vidro ou plástico rígido, com transparência, bem lavados e em temperatura ambiente. Essas especificações garantem a não interferência na qualidade do líquido que será apreciado.

Para acompanhar a degustação, nada de comidas gordurosas e pesadas. Essas, por sua vez, influenciam no apreciar da cerveja. O recomendável é água para limpar o paladar entre as cervejas e bolachas de água e sal. 

Aparência

A degustação deve avaliar a aparência da bebida. Devemos levar em conta a cor, a transparência e a formação de espuma. O ideal da última é obter o máximo de cremosidade e a menor taxa possível de bolhas formadas. Vale observar se o colarinho é persistente ou se esvai logo. 

A transparência é observada quando pormos o copo contra a luminosidade para verificar se a cor e o líquido são mesmo transparentes. A ausência de transparência pode ser sinal de contaminação microbiológica. Por fim, verifica-se se ficou algum tipo de resíduo no copo, o que é normal em cervejas refermentadas na garrafa. Mas pode significar algum tipo de impureza. 

Aroma e gosto 

Para verificar o aroma devemos cheirar o líquido. Alguns dos aromas são muito rápidos e fugazes. Portanto, tem de ser inalados rapidamente. O aroma percebido primeiramente é o mais importante, pois após a primeira identificação nossos sensores nasais ficam prejudicados e perdem a capacidade de identificação. O objetivo deste passo é perceber o malte, o lúpulo, se este é tostado ou defumado e a presença de frutas ou especiarias, entre outros. 

É importante fazer com que, na hora de beber, o líquido entre em contato com toda a língua para fazer a correta degustação. O primeiro gole é fundamental. O principal é notar se há harmonização entre malte e lúpulo, se os dois funcionam bem em conjunto e se trazem uma experiência agradável. Carbonatação e teor alcoólico também serão percebidos nessa etapa. 

Depois de engolir o líquido, a cerveja deve deixar uma sensação de satisfação como se fosse a digestão de um pão líquido. O amargor e outros gostos que permanecem devem ser considerados um complemento da experiência da cerveja com o trato gustativo. Já a maneira mais simples de verificar a drinkability é pela simples resposta à pergunta: vai mais uma rodada?

Para ajudar na sua experiência de degustação utilize as Fichas de Degustação da Beer & Bier, encartadas com as cervejas do mês.