Criatividade em Cervejas Artesanais
  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

   

A criatividade do brasileiro também se aplica aos sabores das Cervejas Artesanais

 

Frutas, raízes, sementes e temperos que antes só entravam no cardápio dos brasileiros servidas em pratos de comida, há algum tempo já podem ser consumidos de outra maneira. Através do copo!

As cervejarias artesanais usam e abusam do poder de inovar em receitas para proporcionar aos degustadores novas experiências e uma variedade infinita de combinações inusitadas.

Sabores inusitados que atendem a todos os gostos

O gosto forte da canela que sempre esteve ligado a pratos exóticos e aos doces de finais de semana, pode ser suavemente identificado dando um sabor diferente a Cerveja Baden Baden Golden da microcervejaria de mesmo nome. Falamos recentemente aqui também da cerveja artesanal feita com o Açaí, fruta típica da região Norte.

A produtora de cerveja paulista Colorado, também ousou ao utilizar a mandioca, também conhecida como aipim ou macaxeira, dependendo da região.

Nessa lista de sabores também podemos incluir o bacuri, fruta nativa da região Norte e o Guaraná, famoso por seu poder energético e utilizado em refrigerantes.

O que garante o sucesso dessas cervejas?

O fato de proporcionarem ao público possibilidades de brindar o paladar com algo diferente é um dos motivos, mas o maior deles, é a libertação de um mercado onde praticamente todas as cervejas possuíam o “mesmo sabor”.

Outro fator-chave do sucesso é que, por serem diferentes, possuírem sabores incomuns e com graduações alcoólicas que variam de 1,5% (Amazon Beer – Brasil) até 65% (Armageddon – Escócia), as cervejas artesanais atendem as exigências de todos os gostos.