• Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

10 dicas para cervejar melhor

Pensando no ato de beber cerveja de uma forma mais bacana, levantei e enumerei algumas atitudes simples que te ajudarão a cervejar melhor. Dicas simples e valiosas:

01 – Anote – Se você tem uma boa memória e tem certeza que vai lembrar da cerveja daqui alguns meses pra comparar com um novo lote ou algo assim, esqueça! Por melhor que você seja mentalmente falando, lá na frente alguns detalhes farão falta. Vale de qualquer jeito: no caderno, no untappd, no instagram. Se quiser algo mais detalhado (e chato, vamos convir, mas só assim você terá todas as informações em mãos), existem até caderninhos próprios pra isto ou você pode ainda utilizar fichas individuais como esta.

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

02 – Copo Correto – De que adianta aquela imperial stout, que você pagou caro, ou que foi difícil de achar, servida num copo de weiss? Não existe cervejaria na Bélgica que não tenha centenas de copos pendurados em seus bares , esperando para servir  tripels , stouts ou saisons. Muitas vezes estampadas com sua marca – ok em parte pelo marketing – mas especialistas dizem que o copo afeta diretamente o colarinho, a aparência, o aroma e seu sabor. E eu concordo! Sou afccionado por copos, taças e afins.

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

MAS de nada adianta bons e corretos copos se eles não estivem bem cuidados…

03 – Copo Limpo – marcas de boca (batom), cerveja velha, fibras de tecido e coisas que fazem a sua cerveja perfeita não ficar tão perfeita assim devem estar bem longes do copo! Mergulhe os copos em água quente com sabão neutro. Lave-os com uma bucha exclusiva pra eles (eu uso uma específica que não risca) e enxague-os em água quente limpa. Em seguida deixe secar de cabeça para baixo em um escorredor permitindo que o ar circule dentro e em torno dele. O BebendoBem falou recentemente sobre isso, veja aqui.

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

 04 – Leia sobre cerveja – Livros em casa, Blogs na internet, artigos interessantes.. Vale tudo! Conhecer sobre cerveja é essencial para poder aproveitá-la da melhor maneira. Quantas vezes, no meio de uma garrafa, você percebeu que estava fazendo da forma errada? Quem nunca usou o copo errado (mesmo tendo o certo em casa), quem nunca tomou a cerveja quente ou gelada demais? Pesquise, aprenda e se arme de conhecimento, este é só seu e ninguém tira!

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

05 – Monte uma adega – Se você está pronto para a construção do grande tempo cervejeiro ou apenas quer ter um estoque de reposição, ainda mais nos dias de lei seca e da violência de hoje em dia, é necessário ter cerveja em casa. Veja como tirar o máximo de uma adega de cervejeira: temperatura é essencial. Algo entre 10ºC e 15ºC é o mais recomendado, mas é mais importante que a temperatura não se altere muito. Dias frios a 10ºC e depois quentes a 40ºC pra mesma cerveja não vai prestar; Luz (principalmente a solar) afeta negativamente a química da cerveja. Mantenha-as no escuro; Quanto maior for a álcool, mais tempo vai durar uma cerveja. Comece com qualquer coisa acima de 8,0% ABV para guarda longa. As com teor inferior a isso, beba-as logo;  Não desperdice espaço em sua adega com bombas de lúpulo. Cervejas com alto IBU tendem a ficar sem aquela potência que tem quando frescas, até desaparecer; Não existe ciência exata para guardar cervejas, por isso, sempre que possível, obtenhas mais de uma garrafa que você gosta e prove-as mais de uma vez, para ver como os sabores irão se desenvolver; e Em pé, deitado, com rolha, sem rolha, com mais ou menos ar… Isto é assunto para outro post, mas como dizia Michael Jackson: “…uma cerveja deve ser guardada sempre em pé, exceto quando tiver uma rolha de cortiça tampando seu gargalo”. Quem sou eu pra duvidar do Mestre?

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

06 – Prove (PROVE) bastante cervejas – Não precisa virar um beberrão para provar várias cervejas. Frequente os eventos cervejeiros e prove pequenas doses de várias e várias cervejas. No Brasil ainda estamos engatinhando neste quesito, mas temos alguns muito bons como o IPA DAY ou o Degusta Beer da Brasil Brau. Estes eventos são a melhor forma pra você conhecer muitas cervejas num só dia. Gostou de alguma? Compre depois e beba em casa ou peça no seu bar preferido.

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

07 – Aprenda a língua cerverjeira – Não, você não precisa saber termos técnicos e científicos da cerveja, muito menos fórmulas ou cálculos, deixe isso tudo pro pessoal que produz a cerveja. Como nosso assunto é beber cerveja, atenha-se aos termos mais usuais que lhe deixarão numa posição mais confortável quando for falar sobre nosso fermentado predileto. AQUI um pequeno glossário para você se situar.

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

08 – Não julgue uma cerveja pela sua cor – Esqueça o mito: A tonalidade da cerveja não tem nada a ver com a sua potência. Não mais. Claro, a maioria das lagers são cor de palha e Imperiais Stouts de 17% ABV são negras e opacas, mas hoje em dia muitas IPAs DE 10% abv são brilhantes e claras e algumas porters negras não batem os 5% de ABV.

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

09 – Monte suas harmonizações – Uma das melhores maneiras de desenvolver o seu paladar é aprender como os perfis de cervejas diferentes interagem com o sabor dos alimentos. E não há melhor maneira de começar do que com queijo! Cervejas de trigo com Chevrè, IPA com Cheddar envelhecido, Sour com Camembert são algumas dicas infalíveis! Ouse, experimente e anote!

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

10 – Esqueça tudo isso – Se estiver com seus amigos, numa mesa de bar ou na sala da sua casa, divirta-se! “Cervejar profissionalmente” é muito interessante e faz você aprender e gostar mais ainda da cerveja, mas com bom papo e boas amizades, qualquer cerveja é boa!

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

Sejam felizes. Saúde!

Fonte: Full Pint