O que são as Cervejas Orgânicas
  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

 
 

O que são as Cervejas Orgânicas

As preocupações com questões ambientais estão cada vez mais em evidência, não é
mesmo? Consumo responsável, reciclagem, alimentos transgênicos, uso de agrotóxicos,
emissão de CO2, energia limpa… a discussão se estende a todas as organizações, em
especial, as indústrias alimentícias e de bebidas.

E com as cervejas especiais não poderia
ser diferente. Já existem inúmeras iniciativas para produzir a bebida respeitando o meio
ambiente, visando minimizar esses problemas.

 

Os diferentes níveis de cervejas orgânicas

Um alimento pode ser considerado orgânico se crescer em solo que não tenha recebido
fertilizantes sintéticos ou pesticidas em um mínimo de três anos. Além disso, nenhum
dos ingredientes que compõe as cervejas pode ser geneticamente modificado.

O Departamento de Agricultura Americano (USDA) estabeleceu as diretrizes
que classificam se a cerveja é orgânica ou não, e, segundo eles, a bebida pode ser
classificada entre as seguintes categorias:

 

    Orgânica – contém 95% de seus ingredientes produzidos organicamente;

    Feita com ingredientes orgânicos – com apenas 70% de ingredientes orgânicos.

     

    O processo de produção das cervejas orgânicas

    A cadeia produtiva da cerveja é composta por água, ervas, grãos de cereais, transporte
    e geração de CO2. Por isso, as primeiras iniciativas pretendem reduzir ao máximo o
    impacto no meio ambiente considerando cada um desses itens.

    Os fabricantes de cervejas orgânicas tentam utilizar ervas e cereais que sejam cultivados
    sem agrotóxicos. Tratar e reciclar a água utilizada na produção, usar energia limpa e
    reduzir a distância de transporte da matéria-prima até o produto final também é uma
    preocupação.

    Apesar de todos os esforços, alguns itens são complicados. O lúpulo, por exemplo, é de
    difícil cultivo orgânico, pois é uma planta frágil.

    E você? Já experimentou uma cerveja orgânica?