Santos Relacionados às Cervejas
  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

Curiosidades: Santos relacionados às cervejas

As cervejas artesanais datam de muitos séculos atrás. Dentre muitas histórias que envolvem seu surgimento, invenção e tragetória de consumo estão relacionados alguns santos da Igreja Católica. Esses homens em vida tiveram de alguma forma, seus milagres envolvidos com a cerveja, e por isso tornaram-se padroeiros dos cervejeiros.

Quem são os Santos das Cervejas?

Você até deve conhecer alguns dos santos cervejeiros, mas, talvez não saiba da relação que eles tinham com a bebida. Ficou curioso para saber quem são esses santos? Confere aí:

Santo Arnulf de Metz

Apesar de ter nascido na Áustria, ficou conhecido como Bispo de Metz (França), patrono dos cervejeiros. O milagre por ele concedido foi não deixar que seguidores que acompanhavam seu corpo para ser enterrado ficassem sem cerveja. A caneca que continha o líquido não esvaziou durante o trajeto. Data de celebração: 18 de julho.

Santo Arnaldo, ou Arnulf de Oudenaarde ou Arnold de Soissons

Considerado o Patrono dos colhedores de lúpulo, foi adotado por camponeses da região de Brabant (Bélgica), maior produtora de lúpulo da redondeza. Ao servir o exército belga, conseguiu o milagre de achar cerveja em meio a guerra, e a ele também é creditado o milagre da cura de doentes de uma praga mergulhando seu crucifixo em um barril de cerveja e dando o líquido para os enfermos. Data de celebração: 15 de agosto.

Santo Agostinho

O maioral! Considerado, oficialmente pela Igreja Católica, o Padroeiro dos Cervejeiros. Data de celebração: 28 de agosto.

Santo Adriano

Soldado romano e mártir da perseguição aos cristãos. O motivo não é de conhecimento dos historiadores, porém é considerado o Patrono da cerveja na Áustria. Data de celebração: 8 de setembro.

São Wenceslau

Santo Padroeiro da região da Boêmia e protetor dos cervejeiros. Data de celebração: 28 de setembro.

São Columbano

No período em que o cristianismo estava em queda, peregrinou pela Europa para disseminar a doutrina cristã. Como os grandes produtores de cerveja da época eram os monges, sua estada nos mosterios rendeu a ele a cultura cervejeira. Não há data oficial para celebração.

Você deixa o gole para o santo?

Nos mosteiros eram desenvolvidas receitas particulares de cervejas, que ficavam guardadas em segredo. Por isso, muitos padres, monges e homens importantes para a Igreja Católica aprendiam a prática e eram verdadeiros mestres cervejeiros e alguns deles, tornaram-se santos pelas suas ações em vida. Para nós que somos apaixonados por cervejas, fazer essas bebidas maravilhosas foram um verdadeiro milagre.

Agora que você já sabe quem são os santos cervejeiros, vale à pena brindar, escolher o santo e deixar o primeiro gole para ele. Saúde!