• Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

Qual a temperatura ideal para as cervejas especiais?

No Brasil existe a cultura da “estupidamente gelada” ao se referir às cervejas. Mas, você já se perguntou, qual é a temperatura ideal para degustar de fato uma cerveja? Essa não é uma resposta simples, vários elementos devem ser levados em consideração. 

A influência das papilas gustativas 

Uma condição certa em relação à temperatura da cerveja está diretamente ligada ao nosso próprio corpo. As papilas gustativas, quando extremamente resfriadas, sofrem uma espécie de anestesia, fazendo com que pouco se sinta gostos e diferencie sensações no paladar. 

Portanto, já temos aí um indicativo de que a cerveja estupidamente gelada não é o ideal para apreciar uma cerveja especial. Gelar por demais as cervejas especiais tiraria justamente os diferenciais que têm este tipo de cerveja. 

O famoso cervejólogo Michael Jackson estabeleceu uma ordem de cinco diferentes tipos de resfriamento das cervejas e as subdividia conforme cada tipo de cerveja especial. Ou seja, está no estilo da cerveja o segredo para descobrir qual é o resfriamento adequado.

Diferenciando a temperatura pelos estilos 

Vamos destrinchar a graduação de resfriamento para cada estilo de cerveja, levando em conta a realidade do brasileiro. Lembrando: o gosto de cada pessoa influi diretamente no quanto deve ser resfriada a cerveja em questão. 

Graus negativos (Celsius) não devem ser utilizados para resfriar cerveja porque nessas temperaturas todo o gosto seria eliminado, tornando impossível a apreciação correta do líquido. Muito geladas estão as cervejas entre 0° e 4°C, que são ideais para pale lagers e cervejas sem álcool. 

Bem geladas são aquelas armazenadas entre 5° e 7°C, temperatura recomendada para as cervejas de trigo leves e as Lambics de frutas. Geladas entre 8° e 12°C para as Lagers Escuras, Pale Ale, Amber Ale, cervejas de trigo escuras, Porter, Helles, Vienna, Tripel e Bock tradicionoal.

E, na temperatura ambiente (entre 12° e 16°C), devem ficar as cervejas do tipo Ale quadrupel, Strong Ales Escuras, as Stout e a maioria das cervejas especiais Belgas, incluindo as Trapistase e as Bocks mais fortes como a Eisbock e a Doppelbock. 

É fundamental ressaltar a importância da temperatura da cerveja especial na hora de vivenciar corretamente a experiência de apreciar uma cerveja diferenciada: isso garante o aproveitamento completo deste grande momento!